Toreador

Não é difícil perceber a razão pela qual se insere, aqui, uma das mais famosas árias do panorama operático --- https://www.youtube.com/watch?v=fOxDzDyLEMQ

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

TRIBUNAL INDIGENTE


Há um tribunal português, pelo menos um, que não tem dinheiro suficiente para registar o correio.
A lei sujeita as notificações processuais a formalismos mais ou menos rígidos. Mas também se sabe que ad impossibilia nemo tenetur. Portanto, o que passa dificuldades não tem outro remédio que não seja o de apertar o cinto. Pode ser que até ganhe em elegância.
Porém, se é tal o extremo de apuro financeiro em que vive, ao mesmo tempo que lhe lembramos a via de uma política de austeridade, também lhe recomendamos:

·        Candidate-se à riquíssima fonte que mana do RSI;
·        Junte-lhe a não menos farta pensão social de velhice;
·        Acrescente-lhe a generosa fatia que cabe a cada um dos antigos combatentes;
·        Não deixe para trás o complemento solidário, esse filão de sonho que é atribuído aos idosos (deve ser uma casta distinta dos que entraram na velhice, mas isso não tem de nos preocupar).
Está quase pronto a servir:
Cubra tudo com muito molho de estupidez; tempere com maldade impudica; e leve à mesa sem vacilar --- eis o crime consumado!
 
Joaquim Maria Cymbron

Sem comentários: